Tiago Queiroz/AE
Tiago Queiroz/AE

Diretores do Palmeiras já defendem Obina de críticas

Atacante nem chegou e desconfiança de torcedores do time alviverde e até rivais domina conversas

Juliano Costa, Jornal da Tarde

26 de maio de 2009 | 11h38

Antes mesmo de chegar ao Palmeiras, Obina já causa desconfiança dos torcedores. Em fóruns, comentários de sites e nas ruas são muitas as críticas ao atacante, que ainda nem vestiu a camisa do time alviverde. Tanto dos torcedores palmeirenses como de torcidas rivais. Ele será apresentado na Academia de Futebol nesta terça, após o treino das 16 horas.

Veja também:

link Vote: Obina terá sucesso no Palmeiras?

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Desde o anúncio do acerto, o que os diretores do clube mais tem feito é defendê-lo. "O que está ocorrendo com o Obina é o que já se passou com muitos outros jogadores no Brasil: depois de vários jogos sem marcar, vêm as críticas, ele perde a confiança, sai e acaba tendo sucesso em outro clube. Espero que seja assim no Palmeiras", diz o vice-presidente Gilberto Cipullo. "Entendo que haja uma desconfiança, mas espero que a torcida o receba bem."

 NÚMERO

 177 dias

 É o tempo que Obina está sem marcar gols. O último foi em 30 de novembro, no 3 a 3 contra o Goiás, no Maracanã
A chegada de Obina - fechada na noite de segunda-feira - não significa que o ciclo de contratações esteja encerrado, principalmente para o ataque. Mas que há pressa, já que as inscrições para as quartas de final da Copa Libertadores terminam nesta quarta-feira.

O acerto com Obina foi rápido. Cansada da má fase de seu xodó, a diretoria do Flamengo aceitou emprestá-lo de graça até dezembro. Serão sete meses de contrato e Obina vai ganhar cerca de R$ 70 mil mensais - totalizando, portanto, quase meio milhão de reais (R$ 490 mil). Uma cláusula no contrato dá preferência de compra ao time alviverde ao final do empréstimo.

Obina não marca gols há 177 dias e era motivo de piada no time carioca. O negócio foi fechado às pressas, diante da tentativa frustrada de trazer o colombiano Perea, e ele entrará na vaga de Evandro, negociado semana passada com o Atlético Mineiro.

Tudo o que sabemos sobre:
mercado do futebolPalmeirasObina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.