Corinthians não deve investir em jogadores de peso e caros

Corinthians não deve investir em jogadores de peso e caros

Prioridade é buscar o equilíbrio das contas

Raphael Ramos, O Estado de S.Paulo

13 de janeiro de 2016 | 07h00

Com as vendas de Ralf, Jadson, Renato Augusto e Vagner Love, o Corinthians arrecadará R$ 30 milhões. A soma chegará ainda a R$ 40 milhões com a transferência do goleiro Cássio para o Besiktas, da Turquia.

A diretoria, no entanto, não pretende gastar todo esse dinheiro na compra de novos jogadores. A ideia é usar boa parte desses recursos para ajudar a equilibrar as contas do clube. É por isso que Tevez, do Boca Juniors, está descartado.

Assim, não deverão chegar ao Parque São Jorge jogadores de peso e caros. Serão contratações com o perfil e o preço de Guilherme, ex-Atlético-MG, atualmente no Antalyaspor, da Turquia. O atacante, por exemplo, custará 1,3 milhão de euros (R$ 5,7 milhões).

A  prioridade da diretoria é contratar uma meia. Desde o ano passado Tite pede um jogador para a posição e a busca se intensificou com as saídas de Renato Augusto e Jadson, considerados fundamentais no esquema do treinador.

Mesmo com a saída de Cássio, não será contratado um novo goleiro. O titular será Walter. Brigam pela reserva imediata do goleiro Matheus Vidotto e Douglas, contratado em dezembro do Bragantino.

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolCorinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.