José Patrício/AE - 29/06/11
José Patrício/AE - 29/06/11

Diretoria do Corinthians vai bancar remoção de dutos no Itaquerão

Segundo o clube, as obras de retirada devem durar dois meses e custar cerca de R$ 30 milhões

AE, Agência Estado

19 de setembro de 2011 | 16h32

O Corinthians assumiu nesta segunda-feira a responsabilidade pelo custo total da remoção de dutos da Transpetro localizados na área onde erguerá o seu estádio, favorito para receber o jogo de abertura da Copa do Mundo de 2014. As obras em Itaquera, zona leste de São Paulo, devem durar 60 dias, com custo estimado em R$ 30 milhões.

O clube se comprometeu a bancar a remoção e realocação dos dutos em reunião com o Ministério Público Federal, a Odebrecht, responsável pela construção do estádio, e a Transpetro, subsidiária da Petrobras. A empresa e o Corinthians devem assinar um termo de responsabilidade a ser entregue ao MPF até o dia 23 deste mês.

Depois da assinatura do documento, a Transpetro vai entregar os projetos de engenharia, normas e licenças prévia para orientar o clube na remoção dos dutos. A execução da obra, contudo, ficará sob a responsabilidade de outra empresa a ser contratada pelo Corinthians.

O acordo firmado nesta segunda remove mais um obstáculo à construção do Itaquerão, estádio do Corinthians que receberá os jogos da Copa do Mundo em São Paulo. A arena é a grande favorita para sediar a partida de abertura do evento.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa de 2014Itaquerãodutos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.