Washington Alves/Light Press
Washington Alves/Light Press

Diretoria do Cruzeiro mantém afastamento de Riascos enquanto tenta negociá-lo

Clube prefere não falar em interessados

Agência Estado, Estadão Conteúdo

19 de julho de 2016 | 14h37

A diretoria do Cruzeiro emitiu nesta terça-feira um comunicado para informar que o atacante Riascos continua afastado do elenco e que o objetivo é negociá-lo com outro clube. Por enquanto, o time mineiro preferiu não falar em eventuais interessados.

"A diretoria do Cruzeiro, em reunião realizada hoje, manteve a posição de afastamento do atleta Riascos até que seja decidido o futuro do jogador. O clube esclarece ainda que já estava negociando os direitos econômicos de Riascos e que está agilizando o processo", afirmou o clube mineiro em nota oficial.

Um dos destinos do atleta colombiano pode ser o Vasco, onde ele teve sucesso no primeiro semestre por empréstimo. O lateral-esquerdo Julio Cesar, na segunda-feira, declarou que o jogador seria bem vindo no time carioca. "Quem sabe, ele possa voltar", declarou.

Riascos foi afastado do Cruzeiro por conta das declarações feitas logo após a derrota para o Fluminense por 2 a 0, no último domingo, fora de casa, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Irritado por entrar apenas no final da partida e de cabeça quente pela má fase da equipe mineira, declarou estar insatisfeito "jogando essa m...".

A diretoria agiu rapidamente e o afastou ainda no vestiário. Riascos não pôde retornar no ônibus do elenco e precisou tomar um táxi para ir embora do estádio Giulite Coutinho, em Edson Passos, em Mesquita (RJ).

Contratado em 2015, Riascos foi pouco aproveitado pelo Cruzeiro, sendo emprestado ao Vasco, onde se destacou na conquista do título do Campeonato Carioca deste ano. Ele voltou em maio, ganhou algumas chances e marcou dois gols desde então, mas não vinha sendo titular. Agora está de saída do time mineiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.