Diretoria do Flamengo ainda não efetivará Andrade

A torcida já clama por sua permanência, os jogadores fazem lobby para que continue a comandar o time, mas a diretoria do Flamengo ainda não acenou com a efetivação de Andrade como técnico rubro-negro, nem mesmo depois das vitórias sobre Santos e Atlético-MG.

AE, Agencia Estado

31 de julho de 2009 | 20h25

"A chance dele ficar passou de muito pouca para razoável. Não vamos ser influenciados pelos pedidos da torcida", disse o vice-presidente de futebol, Marcos Braz. "Só vamos pensar no novo técnico depois de domingo".

Sempre humilde e de poucas falas, Andrade não mostra estar incomodado com a indefinição e nem tampouco faz campanha a seu favor. "Continuo como interino. Foi o que me passaram, fico até o jogo contra o Náutico. Depois não sei. Se permanecer, ficarei feliz. Do contrário, vou ajudar de outra forma como sempre fiz", disse o técnico, em sua sétima passagem como comandante interino na equipe.

Andrade terá três problemas para escalar o time contra o Náutico. O zagueiro Aírton está suspenso e Fabrício deve ser o substituto. Já o volante Toró deixou a partida contra o Atlético-MG contundido e pode ser outro desfalque - Camacho e Bruno Paulo são as opções. Com dores na coxa direita, o atacante Emerson também é dúvida, mas seu caso preocupa menos.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoFlamengoAndrade

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.