Diretoria do Santos amplia demissões e dispensa gerente de marketing

Armênio Neto foi um dos responsáveis por elaborar o plano que manteve Neymar no clube até o fim do ano

SANCHES FILHO, Agência Estado

15 de julho de 2013 | 16h25

SANTOS - A diretoria do Santos confirmou nesta segunda-feira mais uma demissão na área administrativa. Desta vez, a reformulação no clube atingiu o gerente de marketing Armênio Neto, um dos responsáveis por elaborar o plano que segurou Neymar no clube até o meio deste ano.

De acordo com a diretoria, a demissão é mais uma ação na busca pela "reformulação" e "racionalização" administrativa. "A diretoria considera que ele fez um brilhante trabalho. Mas agora será iniciado um novo ciclo", disse o clube, através de sua assessoria.

Armênio entrou no clube junto com a primeira equipe do presidente Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, no fim de 2009. No Santos, o gerente de marketing inovou ao criar o plano de carreira que permitiu a permanência de Neymar no time, apesar do assédio dos clubes europeus - o atacante se transferiu para o Barcelona somente no meio deste ano.

Através da intermediação do Santos, o jogador pôde buscar patrocinadores pessoais que permitiram ampliar sua renda, mesmo sem deixar o país. Armênio Neto também participou do projeto de marketing que repatriou Robinho em 2010. Junto de Neymar, o atacante conquistou o título da Copa do Brasil no mesmo ano.

O gerente de marketing não foi a única baixa no clube. Nas últimas semanas, a diretoria já demitiu dois superintendentes de futebol, Felipe Faro e Henrique Schlithler, e dois dos principais membros do departamento jurídico, João Vicente Gazolla e Fábio Gonzalez.

Oficialmente, o Santos anuncia apenas uma reformulação na parte administrativa. Mas acredita-se que o clube esteja reduzindo seus custos para se antecipar à queda de rendimento causada pela saída de Neymar. Além disso, o Santos está com dificuldade para buscar um patrocinador master.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCArmênio Neto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.