Diego Izquierdo / AFP
Diego Izquierdo / AFP

Diretoria do São Paulo aguarda retorno de Centurión em 15 dias

Boca Juniors desistiu de contratar o atacante argentino após confusão em boate em Buenos Aires

Gonçalo Junior, Estadao Conteudo

26 de julho de 2017 | 18h22

Depois da desistência do Boca Juniors de contratar o atacante Ricardo Centurión em definitivo, a diretoria do São Paulo aguarda a apresentação do atacante argentino num prazo de 15 dias.

"O Boca desistiu do negócio, ele (Centurión) está de férias. O Centurión segue sendo atleta nosso. Conforme for, volta para o São Paulo. Não tenho muito que falar sobre isso. Vamos trabalhar o mais quieto possível. Não tem problema se ele tiver que voltar. Só tem que ajustar essa questão extracampo", afirmou o diretor de futebol, Vinicius Pinotti, em entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira no CT da Barra Funda.

Depois de fazer exames médicos no Genoa, que aceitou pagar US$ 6 milhões (cerca de R$ 19 milhões) por sua contratação, o atacante desistiu de voltar à Itália e decidiu aceitar uma proposta semelhante dos argentinos.

No final de semana, ele se envolveu em uma confusão numa boate em Buenos Aires e teve de sair escoltado. Com isso, a contratação foi desfeita. Antes disso, o atacante foi acusado de agressão por sua namorada e teve fotos íntimas e com armas e bebidas divulgadas.

O São Paulo tem contrato com o jogador até janeiro de 2019 e estava prestes a recuperar os R$ 13 milhões investidos em 2015. O valor, à época, foi adquirido junto ao próprio Pinotti, que era diretor de marketing.

"Não trabalho com emoção, aqui preciso ser racional. É um negócio, gestão profissional. Ele ainda tem mais 15 dias de férias. Ele emendou temporada em cima de temporada. Retorna ao São Paulo dentro de 15 dias", disse o dirigente.

Com a camisa do São Paulo, Centurión marcou oito gols em 80 partidas e alternou bons e maus momentos. Pelo Boca, seu time de coração, o jogador foi fundamental para o título argentino da última temporada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.