José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

Diretoria do São Paulo comemora 'blindagem' no mercado

Clube consegue manter prioridades para o ano que vem em sigilo; "secundários" vazam

Fernando Faro, O Estado de S. Paulo

14 de dezembro de 2014 | 07h00

"Éramos bons nisso, estamos ficando de novo". A frase de Muricy sobre a eficácia do São Paulo na época de mercado de transferências mostra a empolgação da comissão técnica com o trabalho feito na surdina pela diretoria para reforçar o elenco. Até aqui, a blindagem montada para evitar o vazamento de informações tem funcionado e o clube consegue esconder seus alvos preferenciais para a temporada que vem.

Até aqui o São Paulo já contratou Carlinhos - cuja negociação só virou de conhecimento público após a assinatura de contrato - e Wesley, esta que vinha se arrastando desde o primeiro semestre. As demais posições são guardadas a sete chaves e apenas o vice de futebol, Ataíde Gil Guerreiro, e o gerente executivo, Gustavo Vieira de Oliveira tratam das conversas.

O São Paulo, por exemplo, negocia com dois jogadores no exterior para o lugar de Kaká, mas conseguiu isolar os alvos. Conca e Wagner, possíveis alternativas, já são velhos conhecidos da diretoria e não é segredo que podem ser procurados a qualquer momento.

É Ataíde quem centraliza as ações e Gustavo atua como emissário; é dele a função de negociar com empresários, jogadores e clubes. O gerente recebeu inúmeros elogios pela forma discreta como trabalhou no ano passado e foi fundamental para a remontagem do grupo. Sem citar nomes, Ataíde não esconde o otimismo em ter uma equipe ainda mais forte na próxima temporada.

"Estamos conversando com alguns jogadores e eu não posso falar quem são, mas estou bastante otimista. Acho que teremos um time forte para o ano que vem e o Muricy não vai mais poder falar que não tem elenco (risos)."

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCmercado da bola

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.