Diretoria do São Paulo deve anunciar chegada de reforços

A diretoria do São Paulo se diz confiante em receber pelo menos dois reforços durante a semana. Um deles, bem conhecido da torcida, é Mineiro. O outro é Dagoberto, do Atlético-PR. A prioridade é acertar o retorno do volante, que vem fazendo falta à equipe, apesar dos bons resultados neste início de temporada.O meio-campo perdeu bastante força na marcação com apenas um volante de ofício, Josué. O time venceu três dos quatro jogos pelo Campeonato Paulista, mas deu espaço aos adversários. Neste domingo, por exemplo, o Rio Claro criou boas chances de gol. "Não conversamos com o Mineiro, mas estamos confiantes em tê-lo conosco", declarou Carlos Augusto de Barros e Silva, vice-presidente de futebol.A janela de negociações no mercado europeu será fechada na quarta-feira. Mineiro tem, assim, apenas três dias para assinar contrato com algum clube. Caso não o faça, deverá retornar ao São Paulo, com o qual foi campeão brasileiro em 2006. Os são-paulinos lhe propuseram contrato de quatro anos, com salário de R$ 150 mil mensais. Mas deram a opção de vínculo por só seis meses, caso o atleta pretenda voltar a negociar com os europeus no meio do ano.A situação de Dagoberto é mais complicada. O meia tem vínculo com o Atlético-PR, com o qual briga na Justiça. A partir de março, a multa rescisória de seu contrato cairá para R$ 5 milhões, valor já oferecido pelos dirigentes são-paulinos aos paranaenses."Vamos conversar com a diretoria do Atlético, achamos possível que o Dagoberto seja liberado agora, não apenas em março", comentou Barros e Silva. O ambiente entre a torcida do Atlético e Dagoberto não é bom. O jogador vem sendo pouco utilizado e, por isso, é possível que o clube de Curitiba abra mão de mantê-lo até março.Fábio Santos, volante do Cruzeiro, também está na mira tricolor. Sua contratação independe do retorno de Mineiro. "Vamos conversar com o Cruzeiro nesta segunda-feira", disse o vice de futebol.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.