Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Diretoria garante Carille em 2018 no Corinthians: 'Trabalho a longo prazo'

Dirigentes afirmam que mesmo em caso de perda do título do Brasileiro, o treinador será mantido no cargo

Daniel Batista, Estadao Conteudo

01 Novembro 2017 | 17h14

Independentemente do desempenho e dos resultados do Corinthians nas últimas rodadas, o técnico Fábio Carille vai permanecer no comando da equipe para a próxima temporada. Pelo menos é o que garante a diretoria, que nesta quarta-feira assegurou a manutenção do treinador, mesmo se o time perder o título do Campeonato Brasileiro.

+ Adauto nega relaxamento e vê queda do Corinthians como algo natural

O diretor de futebol do clube, Flávio Adauto, contou que a ideia é fazer um projeto a longo prazo com Carille, por isso, o treinador teve contrato renovado recentemente. O novo vínculo é válido por mais duas temporadas, com a possibilidade de prorrogar por mais um ano.

"Quando tomamos essa decisão, estávamos no Paulista. Conversávamos e ele falava para esperar, sem ter pressa. No Brasileiro, chegamos para reformar o contrato e depois conseguimos que ele topasse", contou o dirigente, em entrevista coletiva nesta quarta-feira.

+ Com Camacho e Clayson titulares, Corinthians esboça time para o clássico

A relação de Carille com a diretoria é tão boa que ele, segundo Adauto, não fez nenhuma grande exigência para renovar o vínculo. "Vou até fazer uma confidência. Ele falou 'façam o contrato, coloquem os valores que vocês quiserem que eu assino'. Mas esse desprendimento dele vem com a competência. Temos um projeto a longo prazo e ele faz parte do nosso dia a dia. Até outro dia, era a maior revelação do Brasileiro, e agora alguns questionam. Mas sabemos da competência dele", completou Adauto.

A desconfiança sobre o futuro de Carille ocorre por causa da queda de rendimento do Corinthians nas últimas rodadas e as críticas de conselheiros e torcedores em cima do trabalho do treinador.

+ Fagner diz que ausência na seleção não atrapalha o trabalho no Corinthians

"A crítica é importante ao profissional, traz acréscimo, aprendizado e é natural na vida de qualquer profissional no futebol. É praticamente impossível passar uma temporada sem críticas, e estamos no Corinthians. Ele está tendo um histórico tão importante que tenho certeza de que as críticas também serão importantes", comentou o gerente de futebol, Alessandro.

Vale lembrar que o Corinthians terá eleição presidencial no dia 3 de fevereiro do ano que vem. Entretanto, nos bastidores, até os líderes da oposição tem elogiado e aprovam o trabalho do treinador. Mas tudo pode mudar caso o time deixe o título escapar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.