Dirigente avisa que São Paulo terá de encontrar forças dentro do próprio grupo

Para Leco, Tricolor não teme rebaixamento, mas avisa que não se pode descartar essa possibilidade

PAULO FAVERO, O Estado de S. Paulo

13 de agosto de 2013 | 06h44

O São Paulo terá de encontrar forças dentro do próprio grupo para reverter a delicada situação em que se encontra no Campeonato Brasileiro. Apesar de o time fazer péssima campanha e na zona de rebaixamento, o clube refuta trazer algum “salvador da pátria” – mesmo porque não se pode mais trazer atletas do mercado europeu.

“O que tem de ser feito, ainda mais com o mercado fechado do jeito que está, é fortalecer o grupo e buscar forças dentro do próprio clube. Precisamos reverter essa situação incômoda”, explica o vice-presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco.

Com apenas nove pontos em 12 partidas, o Tricolor só está à frente do Náutico – que tem um jogo a menos. E tem uma pontuação bem menor do que equipes que foram rebaixadas em outros anos, como o Corinthians de 2007 e o Palmeiras do ano passado. “O clube não está temendo o rebaixamento, mas não se pode descartar essa possibilidade. Estamos vivendo uma situação difícil e essa é uma preocupação que temos”, diz Leco.

O dirigente entende que o lado psicológico está pesando. “É um momento absolutamente atípico, com completa falta de sorte. O que aconteceu diante da Portuguesa foi inacreditável. Só mesmo o lado emocional pode explicar o fato de o Aloísio ter tirado um gol do Ganso”, diz Leco, lembrando da jogada em que a bola entraria e o atacante desviou com a mão antes da linha do gol.

No ano passado o São Paulo contou com o trabalho de um psicólogo, mas ele ficou pouco tempo no clube e agora não existe nenhum profissional específico para cuidar da cabeça dos atletas. "Já tivemos gente trabalhando nisso, mas agora não temos mais. Estamos de uma certa forma tentando nos reorganizar em todos os sentidos, até no lado emocional. Mas lembro que não existem medidas heroicas ou posições imediatas que se tomem", conclui Leco, torcendo para o Tricolor reencontrar o caminho das vitórias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.