Divulgação
Divulgação

Dirigente do Comercial xinga árbitro após derrota no clássico de Ribeirão

Rogério Vieira cobra juiz pela não marcação de um pênalti contra o Botafogo

O Estado de S. Paulo

09 de março de 2014 | 19h04

RIBEIRÃO PRETO - A derrota do Comercial no clássico contra o Botafogo, neste sábado, revoltou Rogério Vieira, vice-presidente da equipe. O dirigente, através do Twitter, não escondeu toda a sua insatisfação com Guilherme Ceretta de Lima, árbitro da partida, o qual chamou de ladrão e cobrou um posicionamento da Federação Paulista de Futebol.

"Marque este nome, verdadeiro ladrão o vagabundo Guilherme Ceretta! Sempre decidindo jogos contra o Comercial Futebol Clube. Fomos roubados descaradamente pelo senhor Guilherme Ceretta de Lima. Você tem que ter vergonha do que fez aqui em Ribeirão contra o Comercial, canalha. Federação Paulista, qual a resposta sobre o Guilherme Ceretta, este canalha", desabafou.

A principal crítica de Rogério Vieira se dá pelo fato de o árbitro não ter marcado um pênalti sobre o atacante Marcelo Toscano, do Comercial. A derrota tirou qualquer chance da equipe alvinegra de Ribeirão Preto conseguir a sua classificação no Campeonato Paulista. Com 11 pontos, o time não pode mais chegar aos 18, pontuação atual do Penapolense, segundo colocado no Grupo A. Já o Botafogo, que acumula quatro vitórias consecutivas, está na liderança do Grupo B e já classificado para as quartas de final.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.