Ivan Storti / Santos FC
Ivan Storti / Santos FC

Dirigente do Flamengo pede paciência em negociação por Gabigol, mas tem concorrência

West Ham teria entrado na disputa para contratar o centroavante, segundo o jornal inglês The Guardian

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de dezembro de 2018 | 11h35

Uma das principais novelas do mercado da bola no Brasil, a situação de Gabigol ainda parece longe de ter um desfecho. O artilheiro do Brasileirão 2018 não irá continuar no Santos e tem contrato com a Inter de Milão, mas não deve jogar pelo time italiano. O Flamengo surge como principal interessado, mas teria ganhado a concorrência do West Ham, segundo a imprensa inglesa.

Pierre Ausilio, diretor da Internazionale, afirmou que o atleta deve buscar um novo clube. "Gabigol vai terminar o empréstimo com o Santos e então retornará para a Inter. Pelos próximos seis meses, não teremos espaço para ele. Estamos felizes com o que ele fez e vamos achar a melhor solução em conjunto", declarou ao jornal inglês The Guardian.

Segundo a prestigiada publicação inglesa, o West Ham teria interesse em contar com o atacante. O técnico Manuel Pellegrini gostaria de ter mais opções no ataque, que conta com Arnautovic, Chicharito Hernández, Andy Carroll e Lucas Pérez. O modelo de negócio seria um empréstimo com obrigação de compra no meio de 2019, por 25 milhões de libras (R$ 122 milhões, na cotação atual).

Já o Flamengo tenta, mas sabe que a negociação não é fácil. "A posse [da nova diretoria] foi hoje (quarta-feira), assumimos e o jogo começou agora. A Inter pagou muito caro no Gabigol. Custou 25 milhões de euros. Ninguém paga isso. É uma situação dificílima. Ele tem contrato em vigência e vamos aguardar para saber o final dessa situação. É claro que é um jogador que eu gosto muito, artilheiro do Campeonato Brasileiro, mas temos que esperar", afirmou o novo vice-presidente de futebol do clube, Marcos Braz.

Segundo o jornal O Globo, a Inter pede 10 milhões de euros (R$ 44 milhões) mais o jovem centroavante Lincoln, de 18 anos, ao clube brasileiro para ceder Gabigol. A seu favor, o Flamengo teria a vontade do atacante, que já teria deixado clara a intenção de ir para o rubro-negro. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.