Divulgação
Divulgação

Dirigente do Flu aprova saída de Walter: 'Bom para os dois lados'

Atacante deixa o futebol carioca para defender o Atlético-PR

Estadão Conteúdo

09 de abril de 2015 | 19h25

A transferência do atacante Walter para o Atlético-PR, anunciada na manhã desta quinta-feira, foi boa para o Fluminense e para o jogador. Ao menos essa foi avaliação de Fernando Simone, diretor executivo de futebol do clube das Laranjeiras.

"Aqui (nas Laranjeiras) ele não vinha tendo muitas oportunidades. Para ele foi interessante, e para nós foi bom também. Nós não queremos jogador insatisfeito no clube", declarou o dirigente.

Walter vinha sendo pouco aproveitado no time este ano e na semana passada faltou a duas sessões de treino sem dar explicações. Surgiram rumores de que ele teria ido à Curitiba negociar com o time paranaense, notícia desmentida pelos dirigentes. O atacante chegou a treinar em separado, mas acabou atuando na quarta-feira à noite, diante do Madureira. 

Sem Walter, o Fluminense agora corre atrás de mais um atacante para a disputa do Campeonato Brasileiro. O nome mais cotado é do veterano Magno Alves, destaque do Ceará e que já defendeu o tricolor carioca. Apesar de ter contrato até metade de 2016 com o clube cearense, ele poderia se transferir sem custos por conta de uma cláusula contratual.

"Sobre o Magno não posso ficar falando. Mas é um ídolo de uma geração de tricolores, tem uma história no clube. Ainda hoje é artilheiro, apesar da idade avançada. Não conversamos, não discutimos valores, contrato, nada", desconversou Simone.

Tudo o que sabemos sobre:
Mecado da BolafutebolFluminenseWalter

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.