Dirigente do Milan prevê 'longa negociação' por Tevez

O vice-presidente do Milan, Adriano Galliani, previu neste sábado uma "longa negociação" com o Manchester City para poder contar com Carlos Tevez em 2012. O dirigente antecipou que fará uma nova proposta pelo argentino depois que o time inglês rejeitou a oferta apresentada na terça-feira.

AE, Agência Estado

10 de dezembro de 2011 | 16h59

"Será uma longa negociação, que não será encerrada em poucos dias", afirmou Galliani, que continua confiante em um desfecho favorável ao Milan. "Espero convencê-los para aceitar a nossa proposta. Tevez quer se juntar a nós".

O City recusou a proposta de empréstimo do Milan porque pretende liberar o jogador em definitivo, depois de alguns atritos do atleta com o técnico Roberto Mancini e a diretoria inglesa. O time da Inglaterra também recebeu proposta do Paris Saint-Germain, que tem feito altos investimentos nesta temporada.

Galliani, porém, espera desbancar a oferta do PSG. Para o italiano, a eventual chegada de Tevez deixaria o Milan com o "melhor ataque do mundo". "Se a proposta for aceita, vamos fortalecer um setor do time que já tem prestígio mundial. E aí teríamos o melhor ataque do mundo", disse, se referindo a Ibrahimovic, Alexandre Pato e Robinho. Tevez substituiria Cassano, que passou por cirurgia no coração e deve ficar mais alguns meses afastado dos gramados.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolMilanTevez

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.