Giorgio Perottino/Reuters
Giorgio Perottino/Reuters

Dirigente do São Paulo esfria possibilidade de retorno de Hernanes

Diretor de futebol avisa que clube 'não tem dinheiro para trazer um jogador desses' e revela conversas por Jucilei

Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

01 Fevereiro 2017 | 21h34

José Jacobson Neto, diretor de futebol do São Paulo, garantiu que o clube não tem condições de trazer de volta o volante Hernanes, que está sem prestígio na Juventus. "Não temos dinheiro para trazer um jogador desses", afirmou o dirigente, em conversa rápida com a reportagem do Estadão, ciente de que o jogador recebe um salário altíssimo no time italiano.

A torcida até ficou empolgada com a possibilidade e criou campanhas na internet com a hashtag #VoltaProfeta. Nesta quarta-feira, a Juventus divulgou a lista de inscritos para a próxima fase da Liga dos Campeões e o nome de Hernanes não está nela. Assim, criou-se a expectativa de que ele poderia retornar ao São Paulo, onde chegou em 2001 e saiu em 2010.

Se Jacobson fala de Hernanes com distanciamento neste momento, o tom do discurso muda quando o assunto é outro volante, Jucilei, do Shandong Luneng. "Eles estão voltando a falar com a gente", comentou o dirigente. Entre o atleta e o São Paulo já está tudo acertado, mas falta os clubes chegarem a um acordo para que ele seja reforço do tricolor.

Quanto a Calleri, Jacobson preferiu não entrar em detalhes. "Já era", confessou. O jogador ficou no banco do West Ham na partida desta quarta-feira, contra o Manchester City, e com o fechamento da janela de transferências na Europa, não pode se transferir para times europeus. Existe a possibilidade do mercado asiático e sul-americano, mas os agentes do atleta preferiam mantê-lo no futebol inglês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.