Clayton de Souza/Estadão
Clayton de Souza/Estadão

Dirigente do São Paulo nega interesse em vender Jadson

Vice-presidente de futebol, João Paulo Lopes, porém, alega que o jogador poderá sair se quiser

Agência Estado

26 de janeiro de 2014 | 16h41

SÃO PAULO - Vice-presidente de futebol do São Paulo, João Paulo de Jesus Lopes negou, neste domingo, que o meia Jadson esteja de saída. Em entrevista veiculada um dia antes pela ESPN Brasil, o presidente do clube, Juvenal Juvêncio, havia afirmado que "se ele (Jadson) quiser sair, vai sair". O jogador se apresentou acima do peso e ainda não foi sequer relacionado por Muricy Ramalho.

"O que está querendo se dizer é que o São Paulo tem como diretriz não segurar jogador que queira sair. Temos todo o interesse em manter o Jadson. É diferenciado, mostrou qualidade, e queremos que ele se recupere o mais rapidamente possível, na forma física e forma técnica. É obvio que, caso ele sinalize que gostaria de sair, vamos avaliar essa possibilidade", disse Jesus Lopes, também à ESPN Brasil.

Mas o dirigente já descarta uma troca com outro time brasileiro, conforme o que já vem sendo especulado. "Dificilmente ele iria para um clube do Brasil. Já recebemos algumas sondagens em relação ao ele para o exterior. Declinamos essas sondagens", garantiu o dirigente.

Sobre Pabón, atacante do Valencia, Jesus Lopes afirmou que: "A conversa que já foi iniciada. Não existe uma decisão. Poderá vir, mas ainda tem muita coisa para acontecer". Já com relação à troca de Rhodolfo por Souza, disse que a negociação é complicada por envolver, além de São Paulo e Grêmio, também Atlético-PR e Porto, que têm direitos econômicos sobre os atletas.

"Estamos conversando. O que é importante é que Grêmio e São Paulo têm disposição de fazer o negócio. Mas não é tão simples assim porque envolve quatro clubes, além dos jogadores e respectivos representantes. O Porto tem direitos sobre o Souza. As conversas estão evoluindo, mas ainda há um caminho a percorrer", garantiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.