Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Dirigente é demitido do São Paulo após chamar sócios de 'bandidos' em rede social

Edson Lapolla deixa a gerência de marketing do clube, onde estava desde novembro do ano passado

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

22 de março de 2018 | 11h30

O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, demitiu na terça-feira o gerente de marketing Edson Lapolla, depois de saber que ele se envolveu em uma discussão com uma conselheira em redes sociais, chamando de "bandidos" outros sócios do clube. O Estado apurou que, além desta "gota d'água", havia divergências entre o gerente e a diretoria tricolor.

Há 40 jogos sem parar no São Paulo, Marcos Guilherme fala de cansaço e motivação

A demissão foi informada pelo Uol e confirmada pelo Estado. Lapolla estava no cargo desde novembro do ano passado, quando assumiu o posto para substituir Alan Cimerman, ex-gerente demitido por suspeita de desviar ingressos de shows no estádio do Morumbi. O caso segue sob investigação.

A indicação de Lapolla para o marketing no fim do ano passado integrou uma 'dança das cadeiras' promovida por Leco na diretoria. Ela começou após a demissão de Vinicius Pinotti, ex-diretor executivo de futebol do clube. Raí, que era membro do Conselho de Administração, substituiu Pinotti, e Márcio Aith, então executivo de marketing, ocupou a vaga de Raí como conselheiro.

Além de ter um time que ainda procura estabilidade e melhor futebol, a presidência do São Paulo se vê às voltas com problemas administrativos dentro do próprio Morumbi. O São Paulo está classificado para as semifinais do Paulista e também para a quarta fase da Copa do Brasil. Joga na competição nacional contra o Atlético-PR.

Tudo o que sabemos sobre:
São Paulo Futebol ClubeEdson Lapolla

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.