Dirigente lamenta por Grêmio não definir classificação

Mesmo com a vitória por 1 a 0 sobre o Votoraty, nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil, o assessor de futebol Luis Onofre Meira lamentou o resultado gremista. Para ele, a equipe deveria ter feito o segundo gol e evitado o confronto de volta.

AE, Agencia Estado

17 de março de 2010 | 19h52

"O que fica é que o Grêmio, no segundo tempo, poderia ter decidido o jogo, mas não conseguiu. O Grêmio continua esse jogo no dia 1° de abril", analisou o dirigente.

Entre os aspectos positivos da partida, Meira destacou a atuação do volante Adilson. "Hoje o fato mais positivo no meio de campo, no meu entendimento, foi o crescimento técnico do Adilson, que fez uma bela partida. Ele defendeu, armou, saiu para jogar, foi ao ataque", afirmou.

Meira destacou ainda que a equipe tem potencial e pode evoluir muito na temporada. "O Grêmio tem espaço para crescer. Com a oportunidade de trabalho, a equipe vai tendo o entrosamento necessário e vai ganhando equilíbrio para os setores", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.