Dirigente mantém Trapattoni no cargo

O prestígio de Giovanni Trapattoni anda em baixa na Itália. A campanha ruim da seleção, nas eliminatórias para a Euro-2004, aumentou o descontentamento com o trabalho do treinador. Se alguns anos atrás, era considerado o mais adequado para o cargo, agora se transforma em alvo principal de críticas e está com o emprego por um fio.A derrota por 2 a 1 para o País de Gales, na quarta-feira, em Cardiff, fez soar o sinal de alarme entre os italianos. A Squadra Azzurra tem só 4 pontos, em três apresentações no Grupo 9, e está em terceiro lugar, atrás dos galeses e da Iugoslávia. Situação que preocupa a cartolagem do país."Temos enorme estima pelas qualidades humanas e profissionais de Trapattoni", afirmou Franco Carraro, presidente da federação de futebol local. "Mas precisamos analisar, com calma, o que é melhor para não ficarmos fora da Euro, torneio importante para a Itália", ponderou.Carraro deixou subentendida a frustração ao lembrar que a situação é "delicada", em um grupo "não proibitivo". O próximo compromisso oficial da Itália está marcado para março, quando haverá o jogo com a Finlândia, também pela fase de classificação da competição continental. A estratégia é a de ganhar tempo e não tomar decisões com sangue quente.Não é o que pedem críticos e torcedores. A ira com Trapattoni tomou conta das manchetes da edição desta quinta-feira dos principais jornais da Itália. O Corriere dello Sport, de Roma, estampou, de forma sucinta, o que pensa a respeito do assunto. "Adeus, Trap". O jornal lembra que, neste ano, a Azzurra perdeu para República Checa, Croácia, Coréia do Sul, Eslovênia e País de Gales - retrospecto em que se incluem amistosos e Copa do Mundo, além da Euro. "Que retorne Dino Zoff, agora mesmo", conclama o diário. A referência é ao treinador que levou o time ao segundo lugar na Eurocopa de 2002.O jornal Il Messaggero segue tom semelhante e, em primeira página, diz: "Itália perde, Trap afunda". La Stampa, de Turim, afirma. "Desastrosa Itália."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.