JB Neto/AE - 22/07/2011
JB Neto/AE - 22/07/2011

Dirigente nega saída de Valdivia do Palmeiras

Frizzo garante que o meia chileno só deixa o clube em definitivo

AE, Agência Estado

16 de agosto de 2011 | 13h19

A diretoria do Palmeiras garantiu nesta terça-feira que o meia Valdivia vai permanecer no clube. O vice-presidente de futebol Roberto Frizzo negou os rumores de que o chileno poderia ser cedido por empréstimo ao Al-Ain. O clube dos Emirados Árabes Unidos vendeu o meia ao time paulista no ano passado, mas o valor total da transação ainda não foi pago.

"Herdamos uma aquisição em valor significativo. Temos que pagar essa aquisição do Valdivia e vamos fazer isso. Não estamos emprestando o atleta para o Al-Ain e não vejo nenhuma possibilidade ou sentido em emprestar jogador para quem nos vendeu", afirmou Frizzo em entrevista à TV Bandeirantes. "Nós não queremos desfalcar o nosso elenco", completou o dirigente.

Na semana passada, o Palmeiras conseguiu prorrogar o vencimento de uma carta de crédito dada pelo Banco Banif, que foi utilizada para adquirir Valdivia em 2010. Pela transação, o clube paulista ainda deve 6,25 milhões de euros. O dirigente prometeu que só vai negociar o chileno em caso de proposta irrecusável. "Consultas sobre o Valdivia são diárias, mas não tivemos contato oficial de ninguém. Só venderemos se for uma proposta irrecusável", disse.

PIERRE - Se Valdivia vai permanecer no Palmeiras, a situação de Pierre é diferente. Frizzo confirmou nesta terça-feira que o volante foi cedido por empréstimo ao Atlético Mineiro. O dirigente garantiu, porém, que o time de Belo Horizonte não cederá nenhum jogador, como o meia Mancini ou o atacante Ricardo Bueno. "Nós emprestamos ele para o Atlético, sem nenhuma contrapartida", disse.

Pierre estava no Palmeiras desde 2007, após ser contratado junto ao Paraná Clube. O volante se tornou titular e admirado pelos torcedores pela sua vontade e poder de marcação. Em 2008, faturou o título do Campeonato Paulista. Porém, durante o segundo semestre de 2009 sofreu uma grave lesão que o afastou da equipe. Desde então, passou a ser pouco aproveitado, além de ter se contundido outras vezes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.