Dirigente negocia passe de Edílson

O presidente do Flamengo, Edmundo Santos Silva, esteve reunido, nesta sexta-feira, em São Paulo, com os representantes da Hicks Muse para resolver a situação do passe do atacante Edílson. O Flamengo ainda deve US$ 2,5 milhões. A empresa quer ser ressarcida com os passes do zagueiro Juan e do atacante Reinaldo. O dirigente informou que o clube não realizará nenhum amistoso para comemorar a conquista do tricampeonato Estadual. "Optamos por uma preparação forte para a Copa dos Campeões, que começa no dia 23", afirmou.

Agencia Estado,

01 de junho de 2001 | 19h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.