Dirigente palmeirense critica arbitragem na Arena

O Palmeiras venceu o Atlético-PR por 2 a 1 neste domingo, na Arena da Baixada, resultado que mantém o time na briga pelo título do Campeonato Brasileiro. Mesmo assim, o gerente de futebol palmeirense, Toninho Cecílio, reclamou da arbitragem em Curitiba.Veja também: Diego Souza brilha e Palmeiras bate o Atlético-PR por 2 a 1 Acompanhe outros detalhes da rodada no Território EldoradoDê seu palpite no Bolão Vip do LimãoPara Toninho, a cobrança de pênalti feita por Alan Bahia, pelo Atlético-PR, foi irregular e o árbitro Sandro Meira Ricci deveria ter anulado o lance. "Vamos entrar com uma reclamação formal (na CBF) para que não sejamos mais prejudicados", disse o dirigente, se referindo à paradinha que o jogador do time paranaense realizou na hora da penalidade. Quem também não ficou satisfeito com o gol validado por Ricci foi o técnico Vanderlei Luxemburgo: "Não queremos mudar a arbitragem, mas tem que ter critério claro, pode ou não pode a paradinha."As reclamações dos palmeirenses foram motivadas também porque o próprio time vem sofrendo restrições quanto a paradinha. No último jogo pelo Campeonato Brasileiro, na vitória por 4 a 2 sobre a Portuguesa, o atacante Alex Mineiro foi avisado pelo árbitro da partida que não poderia usar o recurso em sua cobrança.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.