Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Dirigente, Renato pode ter desafio de negociar com campeões em 2002 pelo Santos

Diego e Robinho são vistos como 'nomes interessantíssimos' pelo presidente José Carlos Peres

Leandro Silveira, Estadão Conteúdo

26 Novembro 2018 | 08h34

Campeão brasileiro em 2002, Renato agora está do outro lado do balcão quando for conversar com companheiros que conquistaram o emblemático título nacional pelo Santos há 16 anos e que ainda seguem atuando profissionalmente. Tratados pelo presidente José Carlos Peres como "nomes interessantíssimos" em recente entrevista, o meia Diego e o atacante Robinho parecem estar na mira do clube, em embora o agora ex-jogador tenha desconversado sobre a possibilidade de negociar o retorno de ambos. Além disso, o status de ambos em seus times pode dificultar a transferência.

Robinho, de 34 anos, teve três passagens pelo Santos, a última delas encerrada em junho de 2015. O atacante está desde janeiro no Sivasspor, da Turquia, tendo contrato até o meio da temporada 2018/2019. Ele soma oito gols marcados em 27 partidas disputadas pelo clube desde então. E tem status de titular na equipe, a 12ª colocada no Campeonato Turco.

No último sábado, quando Renato se despediu dos gramados, Robinho foi um dos jogadores que exaltou o volante em vídeo exibido na Vila Belmiro, no intervalo do triunfo santista por 3 a 2 sobre o Atlético Mineiro, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro.

As declarações de Robinho demonstraram uma relação estreita entre Renato, Robinho e outros jogadores que foram campeões nacionais em 2002. O ex-volante, que agora passará a exercer apenas a função de executivo de futebol, cargo que vinha acumulando com as funções de jogador nas semanas recentes, desconversou sobre a possibilidade de tentar convencer Robinho a retornar ao clube.

"Temos um grupo nosso de 2002. Nos falamos, sim, mas no grupo é mais conversas de 2002, não falamos de negociação. Ele brincou no vídeo que eu ia ligar pra ele. Precisamos decidir primeiro o treinador e aí apresentar os nomes de reforços. O Robinho dispensa comentários", disse.

Se Robinho teve dois retornos ao Santos após a sua primeira passagem, Diego não voltou mais ao clube da Vila Belmiro desde que foi para o Porto em 2004. Atualmente, o meia está no Flamengo, tendo contrato até 31 de julho de 2019. Nesta reta final de temporada, chegou a perder a titularidade, mas a recuperou nos últimos compromisso do time no Brasileirão, inclusive definindo a vitória sobre o Grêmio na última quarta-feira.

Renato tratou a possibilidade de o Santos contratá-lo como mera especulação, mas também fez elogios a ele. De qualquer forma, o volante não deverá ter problemas para iniciar uma conversa, caso exista a possibilidade de uma transferência, pela proximidade que campeões de 2002 possuem. "Diego é mais especulação, no momento. Dispensa comentários sobre a qualidade dele. Ele está sob contrato e respeitamos", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.