Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Dirigente do São Paulo torce para que Pato não receba proposta

Janela de transferências se encerra dia 31 de agosto

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

25 Agosto 2015 | 19h00

O vice-presidente de futebol do São Paulo, Ataíde Gil Guerreiro, afirmou que o clube não tem condições de segurar Alexandre Pato. Há uma cláusula no contrato de empréstimo que diz que o São Paulo tem 48 horas para igualar qualquer oferta recebida pelo Corinthians, detentor dos direitos federativos do jogador. O Corinthians já afirmou que pretende vender o jogador por € 10 milhões (R$ 41 milhões). A janela de transferências será fechada dia 31 de agosto. 

"Temos um craque que não temos domínio, que é o Pato. Se chegar a proposta, o Corinthians vai nos avisar e, se isso acontecer, seremos obrigados a liberar o atleta porque não temos dinheiro. Gostaríamos de contratar o Pato no final do ano e estamos tentando viabilizar uma maneira para que isso aconteça. Agora, não há o que fazer. Espero que a proposta não chegue porque é um jogador muito importante aqui", afirmou o dirigente.

Pato é o artilheiro do São Paulo na temporada, com 20 gols. Além disso, tornou-se um defendor do técnico Juan Carlos Osorio e, com a contusão de Luis Fabiano, virou o centroavante e principal referência do ataque. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.