Daniel Augusto Jr|Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr|Agência Corinthians

Disciplina e amizade marcam encontro entre Corinthians e Cruzeiro

Mano foi quem levou Carille para o clube paulista e nesta quarta-feira, enfrenta o ex-auxiliar em confronto de duas equipes que fazem poucas faltas

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

14 de junho de 2017 | 07h00

Reencontro de amigos e times disciplinados marcam a partida entre Corinthians e Cruzeiro nesta quarta-feira, às 21h45, na Arena Corinthians. Fábio Carille terá a oportunidade de enfrentar um de seus ‘professores’ e responsáveis por levá-lo ao time paulista, Mano Menezes. Embora as equipes vivam momentos distintos, em semelhança possuem o fato de estarem entre os mais disciplinados do Brasileiro.

Carille fez estágio com Mano no Grêmio, em 2007. Dois anos depois, foi levado pelo treinador – por indicação de seu auxiliar Sidnei Lobo – para trabalhar na comissão técnica do Corinthians. E em 2011 atuou como observador técnico da seleção brasileira durante a Copa América, sob o comando do atual treinador cruzeirense.

“Ele gosta da organização defensiva e o que mais me chama a atenção é de como ele consegue rapidamente enxergar o jogo. Em cinco minutos, ele muda um ou dois jogadores de função e parar de sofrer. Isso me chama a atenção e acho que tenho um pouco disso também”, disse o corintiano.

Essa será a segunda vez que os dois treinadores se enfrentam. O primeiro encontro ocorreu pelas quartas de final da Copa do Brasil do ano passado, quando Carille, ainda interino, comandou o Corinthians na vitória por 2 a 1 sobre o Cruzeiro. No jogo da volta, o time paulista já era comandado por Oswaldo de Oliveira e foi derrotado por 4 a 2.

O Corinthians, invicto há 19 jogos, começa a rodada como o time mais disciplinado da competição, após fazer 62 faltas e receber seis cartões amarelos. O Cruzeiro é o terceiro menos faltoso, com 67 faltas. Carille garante que o baixo número de infrações não é uma simples coincidência.

“Eu falo bastante para eles evitarem cartões e faltas desnecessárias. Não gostou, por exemplo, do que aconteceu no clássico com o São Paulo, naquele lance entre Maycon e Gabriel (ambos se desentenderam com jogadores rivais). Se for para ganhar cartão, que seja por uma questão tática, uma falta técnica. Time tem que ser centrado, com a cabeça no lugar”, avisou o corintiano.

Em relação ao time, o Corinthians terá a mesma escalação que derrotou o São Paulo. Paulo Roberto continua na lateral-direita, no lugar de Fagner, que assim como Rodriguinho, está com a seleção brasileira e deve voltar aos treinamentos na quinta-feira. No meio, Marquinhos Gabriel também ganha mais uma oportunidade.

No Cruzeiro, Mano não poderá contar com o meia Robinho. Ele levou uma pancada no joelho direito diante do Atlético-GO e não foi relacionado. O volante Henrique, suspenso no jogo passado, volta a ficar a disposição.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS: Cássio; Paulo Roberto, Pablo, Balbuena e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Marquinhos Gabriel, Jadson e Romero; Jô

Técnico: Fábio Carille

CRUZEIRO: Fábio; Ezequiel, Leo, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique, Lucas Romero e Ariel Cabral; Rafinha, Thiago Neves e Ábila

Técnico: Mano Menezes

JUIZ: Leandro Pedro Vuaden (RS)

LOCAL: Arena Corinthians, em São Paulo

HORÁRIO: 21h45


 

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.