Reuters/John Sibley
Reuters/John Sibley

Sem pudins, doces e refrigerantes: Steven Gerrard impõe rigorosa dieta aos jogadores do Aston Villa

Guloseimas estão banidas do cardápio da equipe de Birmingham, que está apenas na 15ª posição do Campeonato Inglês. É ordem do treinador: saiba o que pode e não pode comer

Redação, Estadao Conteudo

23 de novembro de 2021 | 13h44

Steven Gerrard estreou no comando do Aston Villa com boa vitória sobre o Brighton, por 2 a 0, no Campeonato Inglês. Festejou o resultado e o alívio momentâneo na tabela, mas acha que o time pode render muito mais e resolveu impor rigorosa dieta aos jogadores, quase militar, proibindo diversos alimentos no prato dos atletas e refrigerantes. Doses e guloseimas estão 'banidos' do cardápio. As mudanças do novo treinador não devem parar aí.

O treinador inglês acredita que a falta de educação alimentar está dificultando o preparo físico e atrapalhando no rendimento da equipe. Para fugir do rebaixamento na Inglaterra, seus jogadores terão de seguir à risca uma lista de recomendações. Certamente sua comissão verificou atletas fora do peso e de preparo físico ruim.

Gerrard fez uma série de exigências. Entre as quais estão a proibição de doces. Ele ficou indignado por ver almoço e jantar virem acompanhado de pudim. A guloseima está vetada do cardápio, assim como os refrigerantes, mesmo os diets. O café da manhã também terá suas restrições. Os jogadores só poderão beber café ou chá. Chocolate quente foi tirado das opções.

Da mesma maneira, não é permitido acompanhar refeições com ingredientes como maionese ou ketchup. Bebidas açucaradas ou sobremesas também são parcialmente proibidas, embora possam ser consumidas após uma partida em pequenas porções, pois os jogadores precisarão de carboidratos para se recuperar do cansaço físico.

Gerrard quer atletas "fininhos" para conseguir o êxito de manter o Aston Villa na elite inglesa. Com a vitória na estreia do treinador, o time subiu para o 15° lugar, com 13 pontos. São quatro pontos de distância do Burnley, hoje o primeiro rebaixado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.