Discussão entre Kaká e técnico esquenta clima no Milan

Motivo do problema seria o posicionamento do brasileiro em campo e motivado pelos maus resultados

01 de outubro de 2007 | 14h52

A seqüência de maus resultados do Milan no Campeonato Italiano - não vence há cinco jogos, tendo disputado seis na competição - é apenas mais um dos problemas do técnico Carlo Ancelotti. Nesta segunda-feira, segundo o jornal italiano La Gazzetta dello Sport, o técnico teve uma discussão áspera com o meio-campo brasileiro Kaká após o empate por 1 a 1 contra o Catania, neste fim de semana. Veja também: Mesmo com dor no ombro, Dida é chamado para jogo com CelticTestemunhas dizem que os dois começaram a discutir por causa do posicionamento em campo. Ancelotti pediu a Kaká que ficasse mais pelo lado direito do campo, com Seedorf na esquerda e Gilardino pelo meio. O brasileiro argumentou, mas o técnico insistiu na mudança e ele desobedeceu, ficando no centro do campo, entre os dois jogadores. O técnico fez ainda com que o próprio Seedorf e o volante Gattuso ainda conversassem com o brasileiro, mas nada fez mudá-lo de idéia.No vestiário, após o jogo, com Kaká irritado e Ancelotti decepcionado, o presidente Silvio Berlusconi tentou apaziguar os ânimos pedindo a todos que se lembrem que o mais importante é a conquista do campeonato. Depois, nas entrevistas, os dois tiveram respostas distintas sobre o caso. "Foi somente um problema técnico-tático, nenhuma briga", disse o técnico. "Eu só sei que nós temos de encontrar uma solução para o bem do Milan. A tensão? Isso é coisa normal, visto que não ganhamos no San Siro a três jogos."A próxima tentativa do Milan de voltar a vencer uma partida será na quarta-feira, quando enfrentará o Celtic, na Escócia, pela Liga dos Campeões da Europa.

Tudo o que sabemos sobre:
Campeonato ItalianoMilan

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.