Discussão ríspida entre Wesley e Lyanco marca treino do São Paulo

Edgardo Bauza não se intrometeu em desentendimento

Estadão Conteúdo

30 de abril de 2016 | 17h34

O elenco do São Paulo voltou aos treinos neste sábado, no CT da Barra Funda, na zona oeste da capital paulista, após folga na sexta-feira, e a atividade ficou marcada por uma ríspida discussão entre o zagueiro Lyanco e o volante Wesley.

Enquanto os titulares na vitória sobre o Toluca, pela Copa Libertadores, apenas corriam no gramado, os demais atletas, reforçados por alguns garotos do time sub-20, participavam de um treino tático. O ritmo foi um pouco mais intenso do que o costumeiro.

Em determinado momento do treino, o atacante argentino Calleri deu uma entrada mais forte em Lyanco. Pouco depois, o zagueiro resolveu descontar, só que em Wesley. O volante não gostou da atitude do companheiro e, bastante irritado, entre uma palavrão e outro, pediu que Lyanco devolvesse no centroavante.

Próximo da discussão, o técnico argentino Edgardo Bauza olhou tudo atentamente, mas não se manifestou. Lyanco e Wesley logo foram afastados pelos outros jogadores e o treino voltou a ocorrer normalmente. No fim do treino, o zagueiro conversou com o auxiliar Rene Weber e os ânimos foram acalmados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.