Dispensado pelo Uruguai, Martin Silva quer reação do Vasco na Série B

Uruguaio preferiu permanecer com o Vasco na reta final da Série B

Estadão Conteúdo

07 Outubro 2016 | 16h42

Martin Silva poderia estar com a seleção uruguaia em Montevidéu, com a cabeça nas Eliminatórias da Copa do Mundo, mas escolheu pedir para não ser convocado para as duas partidas de outubro. Preferiu permanecer com o Vasco na reta final da Série B. Calhou de ele seguir no clube em um momento complicado na campanha vascaína. Nos dois últimos jogos, derrotas por 3 a 1 tanto para o Náutico quanto para o Paysandu.

Neste sábado, às 18h00, o Vasco tem a possibilidade de se reabilitar ao enfrentar o Londrina. A partida será na Arena da Amazônia, em Manaus (AM), por escolha do próprio time carioca, que vendeu o mando de jogo.

"Jogar aqui é sempre bom. A torcida sempre nos apoiou bastante nas vezes que estivemos aqui e nós conseguimos corresponder com bons resultados. Esperamos que seja assim novamente. Contamos com o apoio do público para dar uma virada nessa má fase que estamos atravessando", disse o goleiro uruguaio.

Ao pedir para não ser convocado para a seleção, na qual é reserva, Martin Silva deixou claro sua vontade de ajudar o Vasco. Agora, a meta é fazer o time voltar à liderança da Série B, perdida pela primeira vez.

"Fomos líderes durante o torneio todo, mas agora saímos pela primeira vez do primeiro lugar. Isso não nos afetou tanto assim, o que mexeu conosco mesmo foram essas duas derrotas consecutivas fora de casa, quando não mostramos um nível de futebol que tem que ser o do Vasco. Essa queda de rendimento é o que mais preocupa. Depois de um jogo muito bom contra o Atlético Goianiense, não conseguimos manter o nível. Temos que retomar esse futebol", cobrou Martín Silva.

Mais conteúdo sobre:
Vasco Montevidéu Copa do Mundo Vasco Manaus

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.