Dívida do Real Madrid já passa de 320 milhões de euros

Diretoria gastou quase o mesmo valor só para reforçar a equipe para a temporada 2009/10

EFE,

20 de setembro de 2009 | 17h19

A Assembleia Geral do Real Madrid aprovou neste domingo, por grande maioria, o relatório econômico apresentado pela direção do clube - que mostra uma dívida de 327 milhões de euros (cerca de R$ 915 milhões) - e autorizou novos pedidos de empréstimo.

Veja também: 

linkCristiano Ronaldo marca dois e Real goleia por 5 a 0

Espanhol 09/10 - tabela Classificação / resultados / calendário

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Segundo os dados aprovados, durante o biênio 2008-09 o clube investiu 314 milhões de euros, quantia destinada quase de forma exclusiva à compra de jogadores, entre eles Kaká e Cristiano Ronaldo.

A intenção da diretoria, ainda de acordo com o relatório, é diminuir as dívidas em mais de 100 milhões de euros até o fim do ano que vem. Pela proposta de orçamento para a temporada 2009-2010, será possível lucrar, já o clube teria receita de 445 milhões de euros, e despesas de 426 milhões.

Os membros da Assembleia reiteraram sua confiança na administração do presidente Florentino Pérez, a quem autorizaram para "pegar emprestado, no máximo, um valor equivalente até 50% das receitas previstas, a fim de cobrir as necessidades transitórias de tesouraria e de investimento".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.