Dividido, Inter pega o Santos na Vila

O Internacional estréia na Copa Sul-Americana nesta quarta-feira, contra o Santos, na Vila Belmiro, como um clube dividido. Enquanto os diretores falam em aproveitar a projeção internacional que a competição pode dar, o técnico Muricy Ramalho não esconde que preferia estar treinando fundamentos do futebol e esquema tático para enfrentar o Bahia, no sábado, pelo campeonato brasileiro. Apesar disso, não vai poupar seus jogadores. O único desfalque é o atacante Diego, com estiramento muscular, que deixará seu lugar para Jéfferson Feijão. Para vencer o Santos, a orientação será partir para o ataque, mesmo que o jogo seja na casa do adversário. A ousadia deu certo nos três últimos jogos do Internacional, inclusive contra o São Paulo, no Morumbi, e a Ponte Preta, no Brinco de Ouro, e Muricy não vê motivos para desistir dela. As três vitórias - a outra foi contra o Coritiba, no Beira-Rio - trouxeram outro tipo de preocupação. A ordem, agora, é conter a euforia. Para jogar contra o Santos, o Internacional terá de passar a semana fora de Porto Alegre. Depois de ganhar da Ponte Preta no domingo, o time viajou para Santos, onde ficou treinando no Estádio Ulrico Mursa, da Portuguesa. Na quinta-feira, o time segue para Salvador. Talvez por isso Muricy tenha dito que a Sul-Americana só serve para cansar o time. O presidente do clube, Fernando Carvalho, pensa diferente. Ele lembra que o Internacional não participa de uma competição sul-americana desde a Copa Libertadores de 1993, quando foi eliminado na primeira fase. Também aposta nas vantagens de ter a imagem do clube divulgada para os 42 países que recebem a transmissão da televisão. E não despreza a premiação, que chegará a R$ 750 mil para o campeão. Sonha, ainda, com a disputa da Recopa, contra o campeão da Libertadores, o Boca Júniors.Técnico: Muricy Ramalho.

Agencia Estado,

12 de agosto de 2003 | 17h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.