Djalminha não interessa, diz São Paulo

Djalminha é um nome que não interessa ao São Paulo, conforme explicou nesta quinta-feira o diretor de futebol, Juvenal Juvêncio. ?Antes de ele se transferir para o América do México, nós tentamos um contato com ele. Acionamos o César Sampaio, que é amigo dele para fazer o contato. Só que não foi possível. Agora, ele deixou o México, mas posso garantir que não temos nenhuma vontade de contar com ele.?Juvenal conta que foi procurado por Luizão, que faz tratamento médico no clube. ?Ele foi muito honesto. Disse que o Corinthians tem uma dívida com ele e que pediram para ter uma reunião. Ele explicou que vai participar dessa conversa e que gostaria que eu soubesse para que tudo ficasse às claras. Não gostaria que nós soubéssemos do assunto pelos jornais.?O São Paulo, explica o diretor de futebol, já tem vários nomes em vista para contratar, mas só definirá as novas aquisições após o dia 19 de dezembro. Não só para que os jogadores atuais não sofram com especulações, mas principalmente porque não sabe quanto poderá gastar.?Se nós jogarmos a Libertadores, teremos um público médio de 55 mil pessoas no Morumbi. Além de cotas muito altas por participação. Se formos jogar apenas o Paulistão, a média de público cai para 5 mil pessoas. É uma diferença brutal. Não se pode gastar o mesmo tanto. Isso é impossível.?Os nomes mais comentados no São Paulo são os dos volantes Mineiro e Josué, do meia Tcheco, do atacante Luizão. ?Tudo será feito rapidamente. Montaremos nosso time em poucos dias, mas só depois do final do Brasileiro?, promete Juvenal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.