Djalminha teme não voltar ao Palmeiras

O meia Djalminha não gostou da "brincadeira" feita com o seu nome, anunciado nesta quinta-feira como o novo reforço do Palmeiras para a temporada de 2005, em um programa de televisão (que, inclusive, garantiu que sua apresentação seria nesta sexta-feira). O Palmeiras, através de de seus dirigentes, negou durante a tarde que tivesse acertado com o jogador.Djalminha confidenciou a amigos que, apesar do "imenso carinho" pelo Alviverde, o episódio pode tê-lo afastado definitivamente do clube. Ele frisou que há três semanas manteve contato com um diretor do Palmeiras, mas as negociações não evoluíram e ficaram paralisadas. Em conversas com familiares, o jogador interpretou o anúncio de sua contratação pelo clube paulista como uma espécie de "teste" para saber o grau de receptividade ante os torcedores.Por causa da ?irresponsabilidade? pelo envolvimento de seu nome em uma nova polêmica, Djalminha cogitou, inclusive, não conversar mais com os dirigentes do Palmeiras. Mas, o reconhecimento que tem pelos torcedores alviverdes e o clube, onde passou uma das melhores fases da sua carreira, é um fator que o estimula a não desistir de sua transferência para São Paulo.No ano passado, Djalminha defendeu o América do México, quando decidiu se desligar do clube, por causa de problemas musculares, no segundo semestre. Desde então, já cogitou, inclusive, abandonar a carreira, aos 34 anos. Nesta quinta, o jogador permaneceu em Angra dos Reis (RJ), na Costa Verde, local escolhido para passar com a família a semana do carnaval.Desde que voltou ao Rio no final de 2004, o jogador está tentando se manter no anonimato, principalmente, para se livrar da imagem de ?jogador problema?. Ele tem dedicado seu tempo à família e às partidas de futvôlei na praia da Barra da Tijuca, zona oeste, onde mora.

Agencia Estado,

10 de fevereiro de 2005 | 18h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.