Documentário retrata paixão de torcedores do Fla-Flu

Produção 'Fla x Flu' estreia nesta segunda-feira no Rio

Mateus Andrighetto Tamizzo, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

27 de setembro de 2013 | 17h50

SÃO PAULO - A paixão de torcedores de Flamengo e Fluminense está eternizada no documentário "Fla x Flu". A produção estreia nesta segunda-feira no Festival de Cinema do Rio de Janeiro e apresenta 11 clássicos com depoimentos bem humorados de torcedores e ex-jogadores das duas equipes. O longa-metragem tem direção de Renato Terra e produção da Sentimental e-Tal, que concebeu a ideia em 2011. Em evidência não estão os gols e histórias que a maioria das pessoas conhece, mas sim o sentimento daqueles que sempre vibram com o clube do coração.

A pretensão de não ser um documentário didático é o diferencial apontado por Terra. "Achei que seria mais interessante fazer um filme sobre rivalidade e paixão". Fluminense de coração, o diretor do longa imaginou-se assistindo ao documentário como torcedor. Assim, precisava de alguém que representasse o Flamengo. Encontrou o jornalista Luis Antonio Ryff. "Toda vez que a gente ia fazer entrevista, nos colocávamos como torcedores", conta o diretor.

O trabalho durou cerca de um ano e dois meses. Com imagens do Canal 100 e da TV Globo, a produção revive grandes momentos, que começam no primeiro clássico, em 1912, passam pela histórica partida de 1963, que levou 190 mil pessoas ao Maracanã, e culmina no clássico centenário do ano passado, onde foi feita a primeira tomada do documentário. Em agosto de 2012, a produção entrevistou ex-jogadores e torcedores como Zico, Assis, Leandro, Júnior, Romário, Pedro Bial e Toni Platão, além de anônimos "profundamente" apaixonados por Flamengo e Fluminense.

Um dos casos lembrados pelo diretor é o do torcedor do tricolor carioca que deixou de ir ao próprio casamento para torcer pelo clube do coração. A inserção destes depoimentos entre a exibição das imagens dos clássicos foi montada para criar o ambiente de rivalidade entre as torcidas. "Fala muito mais de paixão do que de futebol", explica o diretor. Embora simples, o nome do documentário é apontado por Terra como uma maneira de mostrar a importância e a história do clássico. "É um filme sobre paixão feito para todas as torcidas". Na visão do diretor, o clássico virou sinônimo de rivalidade em diversas situações também fora de campo: "Transcende a um simples jogo de futebol".

DIFICULDADES

A produção do documentário esbarrou em aspectos contratuais. Como a TV Globo detém os direitos de imagens de todas as partidas entre Flamengo e Fluminense desde o fim da década de 1980, uma negociação foi iniciada ainda em 2011 com a emissora para a liberação das imagens. A resposta positiva só veio em 2012, às vésperas do clássico do centenário, em junho.

SERVIÇO

Além da estreia, 'Fla x Flu' será exibido mais cinco vezes no Festival de Cinema do Rio. Veja:

Segunda (30/09) – 17h, no Odeon Petrobras

Terça (01/10) – 13h, no Pavilhão do Festival

Quarta (02/10) – 14h15, no São Luiz 4

Quarta (02/10) – 19h15, no São Luiz 4

Quinta (03/10) – 19h, no Cinemark Botafogo 4

Sexta (04/10) – 20h, no Ponto Cine

SÃO PAULO

No dia 10 de outubro, a produção chega a São Paulo e será exibida no Museu do Futebol. no Pacaembu. O acesso é gratuito e senhas serão distribuídas 30 minutos antes da sessão. A partir do fim outubro o documentário entra em cartaz nos cinemas de todo o Brasil. Uma versão em DVD também será lançada em breve.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.