Documentário sobre a Democracia Corintiana é premiado na Espanha

Filme que retrata a saga do clube com Sócrates e Casagrande nos anos 80 ganha o prêmio Thinking Football Film Festival 2015

O Estado de S. Paulo

16 de fevereiro de 2015 | 16h46

A história do Corinthians começa a ganhar os europeus. O filme Democracia em Preto e Branco, que retrata a Democracia Corintiana nos anos 80, foi o grande campeão do Thinking Football Film Festival, na Espanha. A película que retrata a saga do time de Sócrates e Casagrande contra a Ditadura Militar foi a escolhida entre 10 longa metragens de França, Alemanha, Estados Unidos, Polônia e Reino Unido.

A terceira edição do festival aconteceu entre os dia 9 e 15 de fevereiro em Bilbao. Com entrada franca, o público presente nas salas BBK viu histórias diversas sobre papel social e político de jogadores em seus clubes e optou  por premiar o filme brasileiro dirigido por Pedro Asbeg.

A história que se passa em 1982, com os corintianos, liderados por Sócrates, lutando contra a Ditadura Militar comoveu os espanhóis. Eles não tiveram dúvida em escolher Democracia em Preto e Branco como o melhor de 2015.

Além do reconhecimento e uma escultura de Ángel Garraza, Asbeg levará um prêmio de 2 mil euros (aproximadamente R$ 6,5 milhões) que terá de ser doado para um projeto social que visa o futebol.

Além de Sócrates e Casagrande, o filme Democracia em Preto e Branco traz depoimentos dos corintianos Leão, Wladimir e Juninho, além de personalidades como os ex-presidentes Lula e Fenando Henrique Cardoso, o escritor Marcelo Rubens Paiva, os cantores Paulo Miklos, Edgard Scandurra e Frejat, e jornalistas/apresentadores como Marcelo Tas, Serginho Groisman e Juca Kfouri.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.