Documentarista que registrou torcida do Corinthians na Bolívia relata incidente

Fabiano Curi prestou depoimento à polícia após morte de torcedor do San José

O Estado de S.Paulo

21 de fevereiro de 2013 | 12h46

ORURU - O documentarista Fabiano Curi, que estava no meio da torcida do Corinthians na noite de quarta-feira, no confronto da Libertadores entre o time paulista e o San José, na Bolívia, falou com a Rádio Estadão sobre o momento em que um sinalizador partiu da torcida alvinegra e atingiu e matou o jovem Kevin Douglas Beltrán Espada, de 14 anos.

Curi é dono de uma produtora de vídeos e viaja documentando os torcedores corintianos, e registrou o momento que causou pânico no estádio de Oruro. O brasileiro, aliás, prestou depoimentos na delegacia local e mostrou o vídeo para a polícia, para ajudar na investigação.

Curi diz que até o momento do incidente o clima era de festa no estádio, e que antes do jogo não houve nenhum problema entre as duas torcidas. "Estava tudo normal", falou. "Quando saiu o gol, e a torcida comemorou, começou a subir um bandeirão e saiu o sinalizador. Depois a torcida deles ficou brava, começou a xingar de assassino, a tacar coisas. Tinha bastante policiamento, mas chegou uma quantidade maior de policiais, e aí acalmou", contou. "Quando começou o intervalo, começaram a gritar de novo de assassinos. E aí surgiu a polícia com tudo pra invetsigar, a gente não sabia que tinha machucado alguém, ou falecido."

Após prestar depoimento, Fabiano Curi foi liberado, mas conta que os 12 corintianos detidos ainda estavam na delegacia, e que todos eles estavam bem. Curi diz ainda que a polícia tratou bem os torcedores. "Eles (policiais) não foram grossos nem teve hostilidade", afirmou. "Eles (corintianos) estavam numa espécie de quarto, sem grade, com três camas e televisão. Pelo o que a delegada falou, seis deles, que não tinham pólvora na mão, seria liberados mais cedo."

A entrevista completa de Fabiano Curi à Rádio Estadão pode ser acompanhada aqui.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansCopa Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.