Dodô ameaça não treinar mais no Bota

O atacante Dodô, do Botafogo, está sem contrato há muito tempo e nesta quinta-feira à tarde declarou estar descontente com os salários atrasados. De acordo com o jogador, o clube lhe deve R$ 400 mil e se não receber o dinheiro, não treinará mais e ouvirá as propostas de outras equipes. "Posso jogar em outra equipe grande como o Botafogo. Eu queria que eles resolvessem isso, porque seria bom para o clube?, afirmou Dodô. "Quero continuar no clube e fazer um bom Campeonato Brasileiro." A declaração de Dodô, porém, foi recebida com frieza pelo presidente Mauro Ney Palmeiro. O dirigente reconheceu a dívida e que o jogador tem razão em cobrar o pagamento. Ele culpou a guerra de liminares de clubes que pleiteiam uma vaga na Primeira Divisão do Brasileiro como responsáveis pelo atraso na antecipação das cotas de TV. "Prometi pagar, mas ainda não recebi o que tinha direito, já que na última semana quando fiz o acerto não havia essa guerra de liminares?, afirmou Mauro Ney. "Espero pagar a todos na próxima semana. Se o Dodô entender isso tudo bem. Mas se quiser receber antes dos outros eu não posso fazer nada e ele estará liberado."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.