Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Dodô celebra estreia e culpa gramado encharcado por derrota do Santos

Lateral faz a sua primeira partida pelo clube em revés para o Novorizontino

Estadão Conteúdo

07 Março 2018 | 22h54

O lateral-esquerdo Dodô não teve a estreia que desejava pelo Santos. Emprestado pela Sampdoria até o final da temporada 2018, o defensor ganhou a sua primeira oportunidade com o técnico Jair Ventura nesta quarta-feira, mas sofreu com a condições ruins do gramado do Estádio Doutor Jorge Ismael de Biasi, encharcado e cheio de poças d'água por causa da chuva, e não conseguiu evitar a derrota por 2 a 1 para o Novorizontino, na penúltima rodada da primeira fase do Campeonato Paulista.

+ Confira os lances da derrota do Santos

Na avaliação de Dodô, o campo atrapalhou mais o Santos do que o adversário em função do estilo de jogo da equipe. Além disso, o lateral também lamentou o gol contra de Lucas Veríssimo, que determinou o placar final do jogo.

"Não diria que faltou perna, mas com o campo assim fica mais difícil de jogar. Nosso time gosta de ficar com a bola no pé, tocar a bola, o campo hoje era impraticável. Um ambiente hostil assim a gente vai encontrar na Libertadores. Foi válida a experiência para o nosso time, ainda mais para os mais jovens. Um jogo difícil e infelizmente fizemos um gol contra", disse, em entrevista ao canal Premiere.

Confirmado como reforço do Santos em 22 de fevereiro, Dodô não disputava um jogo oficial desde maio de 2017. E o lateral, que deu o passe para o gol de Yuri Alberto, festejou por ter suportado fisicamente os 90 minutos do duelo. "Difícil avaliar pelo jogo, mas estou feliz por ter suportado os 90 minutos sem cãibras. As duas semanas de treinos valeram a pena", comentou sobre a sua estreia.

Derrotado, o Santos lidera o Grupo D do Paulistão com 18 pontos e já está classificado às quartas de final. No domingo, o time encerra a participação na primeira fase com o jogo contra o São Bento, na Vila Belmiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.