Dodô quer gols em seu 100º jogo

O Santos volta domingo a viver a realidade do Campeonato Paulista e sabe que o clássico contra o Corinthians é um jogo que tem de ser encarado como uma decisão. É que os santistas vêm de duas derrotas consecutivas na competição estadual, despencaram da liderança para o quinto lugar e precisam reverter essa situação. "Todo clássico é importante, mas este é mais ainda", disse o meia Robert, ressaltando que "o time precisa dessa vitória para encostar novamente nos primeiros colocados". Já em paz com o técnico Geninho, depois de sair reclamando na última partida e de ter tido uma conversa com o treinador, o artilheiro Dodô comentou: "só quero jogar e fazer meus gols", disse ele, que precisa marcar mais dois para encostar em Andrei, o primeiro da artilharia, com nove gols. Para ele, o clássico terá uma importância especial: será sua centésima partida com a camisa do Santos. "É muito bom jogar uma clássico paulista, ainda mais no Pacaembu, que é um campo muito bom", disse, ressaltando que "o ânimo de jogar contra o Corinthians é grande, sempre faço gols em clássico e desta vez não será diferente", disse o atacante. Ele destaca também que "jogar em São Paulo, perto da torcida, é importante e muito bom". Robert também está muito confiante numa vitória sobre o rival Corinthians. "Os dois times precisam vencer e, como todo clássico, será um jogo equilibrado e muito disputado". Mas entende que sua equipe tem todas as chances de vencer. "O Santos voltou ao rumo certo, depois do desastre no Rio-São Paulo, e a vitória de quarta-feira contra o Anapolina devolveu a ânimo ao grupo, que está muito motivado". INDEFINIDO - O técnico Geninho desta vez não definiu o time que colocará em campo, numa tentativa de complicar a vida de Wanderley Luxemburgo. Uma das possibilidades é promover alteração tática, armando o time com dois zagueiros (André Luís e Galván) e três volantes (Claudiomiro, Paulo Almeida e Renato). "Tenho o time na cabeça, mas vou esperar a definição do adversário, pensar mais e, no vestiário, informo a escalação", comentou o treinador. Mesmo com todo o mistério, o Santos deverá ser mais defensivo desta vez, aproveitando para jogar em contra-ataques.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.