Dois gols de falta de Riquelme garantem vitória da Argentina

Meia-atacante estava com a pontaria calibrada e arranca elogios do técnico Basile: 'Ele é um mago'

13 de outubro de 2007 | 20h06

Graças a dois gols de falta de Riquelme, a Argentina fez valer seu favoritismo nas Eliminatórias Sul-Americanas e venceu o Chile por 2 a 0, neste sábado, para cerca de 60 mil espectadores que lotaram o Estádio Monumental de Nuñez, do River Plate.Riquelme marcou os dois gols no primeiro tempo, aos 26 e aos 45 minutos. Em ambos os lances, praticamente iguais, o camisa 10 argentino colocou a bola com tal maestria que o goleiro Bravo nem se mexeu. "Tive sorte, acabei errando duas vezes", brincou o jogador, que depois da derrota para o Brasil, na final da Copa América, chegou a pensar em deixar novamente a seleção - já havia feito isso após a Copa do Mundo, para depois recuar. "O importante foi conseguir vencer em casa", completou. "Riquelme é um fenômeno, um mago com os pés", vibrou o técnico Alfio Basile.  ARGENTINA 2 Abbondanzieri; Zanetti, Demichelis, Gabriel Milito e Heinze; Mascherano, Cambiasso, Maxi Rodríguez     (Gago) e Riquelme; Messi (Saviola) e Tevez (Agüero) Técnico: Alfio Basile  CHILE 0 Bravo    ; Alvarez    , Ponce e Riffo    ; Fierro     (Drogett), Iturra     (Maldonado), Vidal     e Fernández; Mark González, Rubio (Salas) e Suazo Técnico: Marcelo Bielsa Gols: Riquelme, aos 26 e aos 45 minutos do primeiro tempoÁrbitro: Martín Vázquez (URU)Renda: Não disponívelPúblico: 63 mil (estimado)Estádio: Monumental de Núñez, em Buenos Aires (ARG)Em desvantagem no placar, o Chile foi para cima mesmo com um jogador a menos - o zagueiro Alvarez foi expulso ainda no começo do segundo tempo - e levou algum perigo ao goleiro Abbondanzieri. "Espero que na quarta-feira possamos ter uma atuação melhor que esta", lamentou o técnico Marcelo Bielsa, que pela primeira vez enfrentou a seleção de seu país, em referência ao jogo contra o Peru, em Santiago, pela segunda rodada.A Argentina volta a campo na terça-feira para enfrentar a Venezuela, fora de casa. Com a vitória, o time Alfio Basile mantém a vantagem sobre o adversário nos confrontos históricos: 52 vitórias e apenas cinco derrotas, com 20 empates, em 78 jogos entre os dois times.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.