Paul Burrows|Reuters
Paul Burrows|Reuters

Rejeitados em outros clubes formam base de time surpreendente

Jamie Vardy e Daniel Drinkwater já estão na seleção inglesa

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

16 de abril de 2016 | 17h00

Rejeitados por um clube, esquecidos por diretorias, promessas que não vingaram e atletas de times de segundo escalão. A formação do elenco do Leicester foi mais um "colcha de retalhos" do que um planejamento detalhado de apostas que deram mais certo do que o esperado.

A seleção inglesa ganhou nos últimos meses dois jogadores do Leicester. O atacante Jamie Vardy ganhou espaço nas convocações acompanhado de Daniel Drinkwater, meia que é lembrado pelos trocadilhos com o seu sobrenome, que em inglês significar tomar água.

O meia de 26 anos começou a carreira no Manchester United, clube com mais títulos no Campeonato Inglês. “Ele não teve muitas oportunidades lá. Creio que não viram nele potencial suficiente”, contou o meia brasileiro Rodrigo Possebon, companheiro de Drinkwater na equipe B do United.

Os dois atuaram juntos por uma temporada. Foram campeões da Lancashire Cup, competição local vencida sobre o Liverpool graças a um gol de Drinkwater, que na decisão entrou no segundo tempo na vaga de Possebon.

Apesar de fazer toda a carreira de juvenil no Manchester United o inglês jamais atuou pela equipe principal. Foram empréstimos para quatro clubes diferente até o Leicester topar adquiri-lo em definitivo.

“Não acharam que ele era do nível do Manchester. Como o clube tem dinheiro para contratar quem quiser, acabam valorizando mais quem é estrangeiro”, disse Possebon, atualmente jogador do URT-MG. “No clube tinha muita disputa. Na geração dele apostaram mais em outros jogadores”, explicou.

O setor ofensivo também revelou o potencial de Riyad Mahrez. O argelino de 25 anos veio do Le Havre, da segunda divisão da França, e é especulado como possível reforço do Real Madrid e Barcelona na próxima temporada. Também veio da França o volante N’Golo Kanté, que deixou o pequeno Caen para se destacar e ganhar chances pela seleção do país.

No gol o titular é o dinamarquês Kasper Schmeichel, filho de Peter Schmeichel, ex-goleiro do Manchester United. Kasper começou a carreira no Manchester City, onde era considerado um talento precoce.

Mas por demorar a gerar o retorno esperado, o clube decidiu emprestá-lo para times pequenos, até que o goleiro foi contratado em definitivo para jogar a 4ª divisão. Com o Leicester, foi campeão na 2ª divisão e ganhou mais oportunidades na seleção dinamarquesa.

Um dos principais zagueiros é o alemão Ro bert Huth. Revelado pelo Chelsea, jogou uma Copa aos 21 anos, perambulou por times medianos e agora se reencontrou na carreira. 

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolCampeonato InglêsFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.