Dois jogadores uruguaios são pegos por uso de cocaína

Mauro Vila, do Defensor, e Vicente Hermogeneo, do Rampla Junior, são flagrados em exame anti-doping

Efe

12 de janeiro de 2008 | 15h08

Os uruguaios Mauro Vila e Vicente Hermogeneo, respectivamente de Defensor e Rampla Juniors, foram pegos por uso de cocaína em exames feitos nas últimas rodadas do Torneio Apertura local.   Vila, de 21 anos, é atacante e foi um dos artilheiros do Defensor, campeão do Apertura. Ele deu positivo num exame feito no dia 24 de novembro, na vitória de sua equipe sobre o Miramar Misiones por 2 a 0. O jogador acabou como destaque da partida em questão, sofrendo o pênalti que resultou no primeiro gol da equipe.   Vila é o segundo atleta do elenco do Defensor a ser pego por doping nesta temporada: o outro foi o meia Sebastián Ariosa, que também deu positivo por cocaína em outro exame após uma partida da última Copa sul-americana.   Já Hermogeneo, revelação do Rampla Juniors, atua na defesa. Seu exame também foi feito na rodada do dia 24 de novembro, quando seu time empatou com o Progreso em 2 a 2.   A segunda amostra de urina dos jogadores será analisada segunda-feira. Se confirmado o doping, ambos podem pegar uma suspensão de dois anos - pena que pode cair para seis meses se eles aceitarem passar por um tratamento de desintoxicação e realizar exames antidoping surpresa.

Tudo o que sabemos sobre:
DopingCampeonato Uruguaio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.