Domingos marca e Portuguesa derrota o São Caetano

No dia em que o técnico Vágner Benazzi completou seu 150.º jogo no comando da Portuguesa, o time do Canindé bateu o São Caetano por 1 a 0, em casa neste sábado, pela 14.ª rodada do Campeonato Paulista, com gol do zagueiro Domingos, de cabeça.

AE, Agencia Estado

13 de março de 2010 | 21h40

Com 22 pontos, em sexto lugar, o time lusitano volta a brigar diretamente por uma vaga nas semifinais. O São Caetano, com 20 pontos, caiu de sexto para o oitavo lugar.

Antes do jogo, houve confusão na escalação da Portuguesa, anunciada com nove jogadores. Havia dúvida dos médicos do clube sobre a utilização do volante Glauber e do meia Marco Antônio, que tinham sido medicados com analgésicos na sexta-feira contra dores musculares. A consulta realizada junto aos médicos do exame antidoping não deram o resultado esperado. No final, Glauber não foi escalado, sendo substituído por Acleisson, mas Marco Antônio foi confirmado.

A Portuguesa, armada no esquema 3-5-2, dominou as ações e mereceu abrir o placar aos 28 minutos. Marco Antônio cobrou a falta da intermediária pelo alto em direção à pequena área. A defesa se preocupou com o grandalhão Luiz Carlos, permitindo que o zagueiro Domingos parecesse por trás para ficar de frente com o goleiro Luiz. Ele cabeceou de cima para baixo, a bola quicou no chão, bateu no pé de Luiz e entrou.

A Portuguesa poderia ter matado o jogo aos 46 minutos, num contragolpe em que Luís Carlos ganhou a disputa na base da velocidade e no corpo com o zagueiro Glauber. Ele, porém, pedalou duas vezes antes de chutar, permitindo que Luiz cobrisse o ângulo e mandasse a bola para escanteio.

O São Caetano voltou para o segundo tempo com Luciano Mandi no lugar do meia Fernandes. A Portuguesa perdeu a posse de bola, permitindo o crescimento do visitante. Antes do segundo minuto, Eduardo soltou a bomba de esquerda e Fábio fez grande defesa, espalmando para o lado.

Demorou para a Portuguesa equilibrar as ações, o que aconteceu somente com as entradas de Gustavo Biscayaçu no lugar de Luís Carlos e de Marcos Paulo, volante, na vaga do meia Marco Antônio. As alterações não impediram vaias do pequeno público presente ao Canindé e nem dois ou três sustos à defesa do time da casa.

As duas equipes só voltam a atuar pelo Paulistão no próximo final de semana. A Portuguesa vai enfrentar o caçula Monte Azul, fora de casa, sábado. Antes disso, quarta-feira, pega a Ponte Preta, em Campinas, pela segunda fase da Copa do Brasil. O São Caetano, no outro domingo, às 11 horas, recebe o Oeste.

FICHA TÉCNICA:

Portuguesa 1 x 0 São Caetano

Portuguesa - Fábio; Domingos, Thiago Gomes e Preto Costa; Paulo Sérgio, Acleisson, Henrique (Jean Natal), Marco Antônio (Marcos Paulo) e Fabrício; Héverton e Luís Carlos (Gustavo Biscayaçu). Técnico - Vágner Benazzi.

São Caetano - Luiz; Arthur (Wendell), Marcelo Batatais, Glauber e Bruno Recife; Jairo, Moradei, Éverton Ribeiro e Fernandes (Luciano Mandi); Wanderley (Talles) e Eduardo. Técnico - Roberto Fonseca.

Gol - Domingos, aos 28 minutos do primeiro tempo.

Árbitro - José Henrique de Carvalho.

Cartões amarelos - Acleisson, Marco Antônio, Preto Costa, Henrique, Luciano Mandi e Marcelo Batatais.

Renda - R$ 26.065,00.

Público - 1.127 pagantes.

Local - Estádio do Canindé, em São Paulo (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.