Doni festeja friamente seu 1º dia de glória

Um torcedor equatoriano, na tribuna do Estádio Monumental de Guayaquil, ontem (03), durante o confronto entre Santos e Barcelona, ficou surpreso com uma defesa feita pelo goleiro Doni, ainda no primeiro tempo, quando o placar apontava 0 a 0. "Nossa, como esse goleiro é bom", disse ele, aborrecido com a conclusão da jogada. Estava certo de que veria o gol de seu time. Quase todos no campo tiveram a mesma impressão. Mas Doni foi bem demais.Não apenas nesse lance - mas em pelo menos outros dois - o tão criticado jogador salvou o Santos e foi sem dúvida, uma das peças fundamentais da vitória por 3 a 1, que deixou a equipe perto da classificação para a segunda fase da Libertadores. Assim como vinha ocorrendo nas últimas semanas, Doni foi um dos mais assediados pela imprensa na noite de quarta-feira e hoje. Só que dessa vez não para justificar uma ou outra falha e falar das críticas da torcida e sim para comentar suas boas defesas. Pela primeira vez desde que trocou o Parque São Jorge pela Vila Belmiro, pôde curtir momentos de tranqüilidade, de paz e ainda ouvir rasgados elogios."Nós atacamos mais que o Barcelona no primeiro tempo, só que as duas melhores chances foram deles e o Doni evitou o gol", analisou o técnico Emerson Leão. "Goleiro de time grande é assim: quando a bola vai, ele está pronto para defender. E o Doni é goleiro de time grande." Sem mudar o tom de voz nem a expressão facial, o número 1 do Santos garantiu não se comover muito com críticas e elogios. "Estou feliz por termos vencido a partida chave dessa primeira fase, mas não fico pensando nisso (nos comentários). Quando acaba um jogo já passo a me preocupar com o seguinte." O goleiro acredita que, aos poucos, vai ganhar o respeito dos torcedores, que pediram, insistentemente, nas partidas anteriores a entrada do goleiro Júlio Sérgio. "O fato de eu ter saído do Corinthians me prejudicou, mas quero mostrar que sou do Santos. Quero dar a vida pelo Santos e isso (a falta de afinidade com o torcedor) vai passar."

Agencia Estado,

04 de março de 2004 | 13h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.