Werther Santana|Estadão
Werther Santana|Estadão

Dono do Audax tentou invadir vestiário dos árbitros após derrota, relata súmula

Time de Osasco perdeu para o Red Bull no sábado

Estadao Conteudo

13 de março de 2017 | 21h02

Inconformado com a derrota para Red Bull Brasil no sábado à tarde, em Osasco, o dono do Audax, Mário Teixeira, tentou invadir o vestiário dos árbitros no estádio Professor José Liberatti. Pelo menos é isso que relata o juiz do jogo, Leandro Bizzio Marinho, na súmula da partida.

De acordo com Marinho, o dirigente do Audax abriu a porta do vestiário dos árbitros durante o intervalo, dizendo o seguinte: "Vocês merecem apanhar, seus vagabundos, seus pilantras, é um absurdo o que vocês fizeram com a gente aqui".

Ainda de acordo com a súmula, Marinho foi contido pelo delegado da partida, Walter de Lima Coelho Junior, mas depois voltou e abriu a porta com tapas, sendo contido pelos seus próprios seguranças.

O Red Bull abriu o placar da partida aos 14 minutos, em pênalti polêmico convertido por Bruno Alves. No intervalo, o Audax perdia por 2 a 0, depois de Nando Carandina ampliar. O time de Osasco só descontou nos acréscimos da partida.

Com apenas sete pontos em oito partidas, o Audax aparece no 13.º lugar. A Ferroviária é a lanterna, com cinco, seguida por Santo André, São Bento e Audax, todos com sete, mas a equipe de Osasco fica na frente pelos critérios de desempate. Só os dois últimos serão rebaixados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.