Donos do Liverpool estão perto de vender o clube, diz jornal

Norte-americanos estariam insatisfeitos com o retorno e procuram quem pague cerca de R$ 1,3 bilhão

EFE

26 de fevereiro de 2008 | 10h35

Os proprietários do Liverpool, os americanos Tom Hicks e George Gillett, poderiam estar negociando a venda do clube ao grupo empresarial Dubai International Capital (DIC), publica nesta terça-feira o jornal britânico The Times. Veja também: Proprietário do Liverpool nega venda de ações a grupo árabeComo primeiro passo, o Liverpool permitiu que o DIC analise as finanças do clube. O processo de compra poderá ser oficializado no próximo mês após vários encontros entre os diretores das duas partes na semana passada em Dubai e Londres, segundo o jornal. Hicks e Gillett compraram o Liverpool por cerca de 220 milhões de libras (291 milhões de euros, ou R$ 735 milhões) em janeiro de 2007. Embora tenham sido vistos a princípio como "salvadores" do clube pela torcida, o apoio acabou rápido diante dos vários desacordos divulgados pela imprensa entre os donos americanos e o técnico da equipe, o espanhol Rafa Benítez. Segundo o jornal, Hicks e Gillet avaliam o clube em cerca de 400 milhões de libras (530 milhoes de euros, ou R$ 1,3 bilhão), o que poderia cobrir a dívida de 350 milhões de libras (464 milhões de euros, ou R$ 1,2 bilhão) recentemente contraída pelo clube. No entanto, o jornal afirma que o DIC poderá apresentar condições para a aquisição do clube, caso o Liverpool garanta vaga na Liga dos Campeões. Atualmente a equipe é apenas a quinta colocada no Campeonato Inglês, a três pontos da zona de classificação para a competição continental.

Tudo o que sabemos sobre:
Liverpoolnegócios do futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.