JF Diorio/AE
JF Diorio/AE

Dor diminui, mas recuperação de Cleiton Xavier é lenta

Meia pode ficar fora do Palmeiras neste domingo; para seu lugar, Muricy pode optar por Sacconi ou Marcão

AE, Agencia Estado

27 de agosto de 2009 | 17h10

As dores no tornozelo de Cleiton Xavier diminuíram nos últimos dias, mas os médicos do Palmeiras seguem pessimistas porque a recuperação do atleta tem sido lenta. Assim, o meia segue por enquanto fora do clássico de domingo, contra o São Paulo, no Morumbi.

 

Veja também:

linkObina afirma ter inspiração divina em clássicos

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

 

"Ele sente bem menos dores, mas isso não quer dizer nada. A verdade é que o tempo está encurtando e a recuperação está lenta para o dia do jogo", afirmou o médico Rubens Sampaio.

 

Se confirmada a ausência e Muricy Ramalho decidir não mudar o esquema tático, Deyvid Sacconi seria o substituto mais provável. Outra opção treinada pelo técnico seria escalar Marcão e atuar no 3-5-2.

 

"Ele [Cleiton Xavier] é o melhor meio-campista com quem já joguei e a ausência dele será sentida. Mas temos excelentes opções no elenco", declarou Diego Souza.

 

O volante Edmílson também lamentou a possível ausência do meia, mas ressaltou que o time pode se sair bem mesmo sem ele. "Sempre falei que o Cleiton é um jogador completo. Mas nosso time sabe a forma de cada um jogar e poderemos ter sucesso sem ele. Contra o Inter provamos isso", afirmou, lembrando a vitória de sábado por 2 a 1, quando o meia sentiu a lesão e foi substituído no início do primeiro tempo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.