Erico Leonan/São Paulo FC
Erico Leonan/São Paulo FC

Dores adiam pagamento de 'dívida' de Maicosuel com o São Paulo

Expectativa era de que jogador fosse titular do time tricolor diante do Flamengo, no último domingo

O Estado de S.Paulo

24 Outubro 2017 | 07h00

Pra muitos, Maicosuel já estava com um pé no time titular do São Paulo para o duelo contra o Flamengo, no domingo passado, pela 30ª rodada do Brasileirão. A entrada do ex-Atlético-MG no lugar de Lucas Fernandes era tida como certa, já que ele era a primeira opção de Dorival Junior para substituir o jovem meia, que vinha tendo atuações abaixo do esperado.

Com retorno de Lugano, São Paulo inicia preparação para clássico com o Santos

Porém, com dores na coxa direita, Maicosuel foi cortado do time que derrotou os cariocas no Pacaembu por 2 a 0. O motivo é uma mialgia no músculo adutor da coxa direita. Apesar de não ser preocupante - a tendência é que ele esteja à disposição do treinador para o clássico com o Santos, no sábado -, o problema adiou o pagamento da "dívida" que o jogador diz ter com o time.

Logo que chegou ao Morumbi, depois de sua estreia, Maicosuel precisou passar por meses de fortalecimento muscular para poder voltar a jogar. Pediu para não receber salários enquanto não se recuperasse. Depois do gol contra o Atlético-PR (seu primeiro com a camisa tricolor, que deu a vitória de virada por 2 a 1 ao São Paulo), o atleta se emocionou:

"Agradeço a confiança que o Dorival vem me passando. Quando eu não jogo, óbvio que fico chateado, mas estamos conversando, pois tenho que recuperar minha forma física e retribuir aqui dentro (no campo)", disse.

A boa atuação do time tricolor diante dos cariocas pode afetar o espaço de Maicosuel no time, já que o elenco exaltou a importância de tentar manter o estilo de jogo apresentado no Pacaembu para escapar de vez do rebaixamento. Para o clássico com o Santos, Dorival tem a opção de manter a formação que deu certo contra o Flamengo, com Jucilei como primeiro volante, e Hernanes e Petros adiantados.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo Futebol Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.