Divulgação
Divulgação

Dória usa nascimento da filha como trunfo para ficar no São Paulo

Zagueiro tenta renovar contrato de empréstimo com time francês

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

11 de junho de 2015 | 10h00

O mês de junho será decisivo para a carreira do zagueiro Dória. O período de empréstimo no São Paulo termina no próximo dia e por mais que o acordo com o Olympique de Marselha para esticar a permanência ainda não tenha saído, o jogador quer ficar Brasil para poder acompanhar o nascimento da filha e disputar o restante do Brasileirão.

"A minha mulher está grávida e continuar perto da família ajuda bastante. Às vezes a gente vai para o jogos, fica concentrado dois dias e não consegue dar a atenção que ela merece", argumentou o jogador nesta quarta-feira. Dória não deseja voltar para a França e tem sido titular no Tricolor.

A negociação para esticar o empréstimo começou semanas atrás, liderada pelo ex-gerente de futebol Gustavo Oliveira. As conversas continuam, embora não exista desfecho ainda. "O São Paulo demonstrou interesse em renovar e fico feliz. Fui muito bem recebido aqui. Estou cada vez mais feliz e adaptado. Até o dia 30 tem algumas coisas para serem definidas", comentou.

O zagueiro de 20 anos disse que tenta não deixar o impasse atrapalhar o rendimento em campo e descartou a possibilidade de ser emprestado para outro clube brasileiro. Dória foi contratado pela diretoria para poder jogar a Copa Libertadores e foi atrapalhado por lesões neste primeiro semestre. O defensor já marcou dois gols pelo clube.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.